Gateways de pagamento e suas diferenças

A famosa globalização da qual se falava há 20 anos é muito pouco falada hoje utilizando esse termo, é algo que está tão incutido na nossa realidade que vivemos em um mundo globalizado como se ele sempre tivesse sido assim.

A verdade é que a internet revolucionou a forma de viver das pessoas e nisso está inclusa a forma de comprar. Se você tinha uma lojinha pequena e vendia só para pessoas da sua região, hoje pode vender até para alguém que está do outro lado do mundo.

Novos meios de vender impõem novos meios de pagar, não é possível receber em cash de um cliente que está a mil quilômetros de você. Os pagamentos virtuais foram uma solução criada para um problema que antes não existia, mas que hoje se faz cada vez mais presente.

Você precisa disponibilizar para seu cliente formas de pagamento que atendam às necessidades dele, mas que se adequem também ao perfil da sua loja e pra isso você vai precisar dos Gateways de pagamento, Adquirentes e Subadquirente. Mas você conhece a diferença? Hoje vamos falar um pouquinho sobre isso.

Adquirentes, o que são?

Alguns os chamam de credenciadores e os principais exemplos são a Rede (ou Redecard como alguns ainda insistem em chamar) e a Cielo. Eles são os “donos” das maquininhas. São intermediários entre os cartões, como Mastercard e Visa, por exemplo, e a sua loja. São os adquirentes que vão credenciar as lojas.

É mais ou menos assim:

  • O cliente finaliza a compra
  • O vendedor vai passar o cartão na máquina ou no caso da loja virtual vai receber os dados do cartão
  • O adquirente vai passar os dados para a bandeira do cartão que por sua vez passa os dados para o banco
  • O banco informa se autoriza ou não a compra
  • O caminho de volta é realizado

Tudo isso acontece em questão de segundos, no máximo alguns minutos.

Onde entram os Gateways de pagamento?

O Gateway de pagamento reduz o caminho feito pelos dados além de proteger esses dados, ele previne as fraudes, mas para isso, você deve sempre pesquisar para escolher um Gateway com caminho confiável para a compra do cliente, além dos pagamentos recorrentes, diversidade nas alternativas de pagamento, PCI, one-buy-click, além de sistemas antifraude. Um bom exemplo é a Vindi.

A melhor parte do Gateway de pagamento é que o cliente não precisa sair do site para finalizar a compra, isso passa uma segurança muito maior.

E para finalizar, vamos falar dos Subadquirentes

É mais completo que as opções acima. É como se um subadquirente englobasse o adquirente e o gateway de pagamento fornecendo também a segurança para a transação, mas cobra uma porcentagem em cima da venda.

Se você ainda tem dúvida de qual a melhor opção para o seu negócio, entre em contato com a Magento Online. Nossos profissionais são especialistas em soluções para e-commerce e você vai oferecer a melhor experiência para seus clientes e com isso fidelizá-los.

 

Compartilhar